Mestrado em Engª Geológica (acreditado pela A3ES por 6 anos)

A Engenharia Geológica tem numerosas aplicações: Exemplo: minas e pedreiras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foi recentemente acreditado pela A3ES (Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior) o novo Mestrado em Engenharia Geológica. Este resulta da fusão dos Mestrados em Engª Geológica (nas vertentes Georrecursos e Geotecnia) e a creditação foi pelo período máximo que a Lei prevê, ou seja, 5 anos (ver pormenores referentes à avaliação em http://www.a3es.pt/pt/resultados-acreditacao/engenharia-geologica-5).

Este novo mestrado pretende conferir uma maior flexibilidade aos alunos, nas escolhas da sua formação, vindo ao encontro das necessidades de empresas, de procurarem profissionais com perfis multifacetados, aptos a responder uma cada vez maior variedade de solicitações técnicas a que o mercado globalizado está sujeito.

As opções por cursos de "banda estreita", apenas direccionadas a uma área técnico-científica (ex: petróleo, minas, geologia, etc), constituem um risco em termos de emprego, devido à flutuabilidade das necessidades, a nível nacional e internacional, de um mercado que é, por natureza dinâmico. O curso de Engª Geológica permite aos seus alunos uma formação de "banda larga", com procura em todos aqueles domínios e ainda, nos Georecursos em sentido lato, em Geoambiente e em Geotecnia, o que é demonstrado pela colocação de Mestres em Engª Geológica "da Nova" em empresas de prospecção e exploração de petróleo, em empresas mineiras, de construção e obras públicas, de monitorização e modelação geoambiental, de exploração de recursos minerais não metálicos, etc).

Ver detalhes sobre o curso em http://www.fct.unl.pt/ensino/curso/mestrado-em-engenharia-geologica