Doutoramento em Engenharia Geológica

2010/2011

Regulamento do Doutoramento (pdf)

Plano de estudo

1º ano

1º Semestre

Projecto de Tese (30 ECTS)

2º Semestre

Dissertação em Engenharia Geológica


2º e 3º anos

Dissertação em Engenharia Geológica (total 120 ECTS)

 
Vagas: 10
 
Objectivos:

As perspectivas de desenvolvimento para Portugal apontam para a necessidade de técnicos e cientistas na área das Ciências de Engenharia, nomeadamente de Engenharia Geológica e de Geologia com elevadas qualificações científicas.
A Engenharia Geológica, e as Ciências da Terra em geral, são consideradas domínios científicos principais em muitos dos países mais desenvolvidos do mundo.
Os minerais e rochas industriais, a água, o petróleo, o gás natural e a geotermia (energia) são essenciais e indispensáveis para a sociedade actual. As geotecnologias, na interface com a Engenharia Civil, estão presentes em todas as obras que se desenvolvam directamente sobre a superfície terrestre. Também, os problemas relacionados com o armazenamento de resíduos, o abastecimento e tratamento de água e dos efluentes, o controlo da poluição e a monitorização e avaliação ambientais são considerados, actualmente, áreas prioritárias.
As áreas de intervenção dos futuros doutores em Engenharia Geológica estão relacionados com a construção civil e obras públicas, incluindo vias de comunicação (estradas, pontes, aeroportos, portos), a prospecção, caracterização e exploração de recursos geológicos e a descontaminação de solos e de águas subterrâneas.
As grandes estruturas e infra-estruturas a realizar em Portugal passam por: estradas e auto-estradas, novo aeroporto de Lisboa, novas travessias do Tejo na região de Lisboa, novas vias férreas e reabilitação das existentes, TGV Lisboa-Madrid, obras viárias subterrâneas (Metro de Lisboa e do Porto, túneis rodoviários), obras portuárias, aterros sanitários e armazenamento de resíduos (urbanos, industriais e nucleares), requalificação ambiental de solos, ETA’s, ETAR’s, protecção da orla costeira, armazenamento de águas superficiais, captações de águas subterrâneas, armazenamento de gás natural. Também a procura e exploração de jazidas de petróleo e a geotermia, bem como a gestão racional dos solos, a previsão de catástrofes naturais (actividade sísmica e vulcânica) e os riscos naturais serão sectores em desenvolvimento.
Estas actividades vão carecer de apoio técnico e científico, quer a nível de projecto como de acompanhamento e de execução. A formação avançada, a nível de doutoramento, permitirá que sejam atingidos patamares elevados de desenvolvimento que, seguramente, contribuirão para a inovação e significativa melhoria dos trabalhos a desenvolver.

Registo na Direcção Geral do Ensino Superior: R/B-Cr 233/2008
 
   
Plano de Estudo:

1º ano, 1º semestre

Projecto de tese - 30 ECTS - área Engenharia Geológica, sector DCT

1º ano, 2º semestre, 2º ano e 3º ano

Tese - 150 ECTS - área Engenharia Geológica, sector DCT

 
Regulamento (DR 2ª série. nº 46 de 8 de Março de 2010):

 
DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA GEOLÓGICA DA FCT/UNL (3º CICLO)

Regulamento DO Ciclo de estudos de 3º Ciclo

conducente ao grau de DOUTOR EM ENgenharia geológica

da FCT-UNL 

Artigo 1.º

Criação

A Universidade Nova de Lisboa (UNL), através da Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT-UNL), ao abrigo dos artigos 2.º e 10.º dos Estatutos da UNL, e dos artigos 3.º e 9.º dos Estatutos da FCT-UNL, confere o grau de doutor em Engenharia Geológica através do ciclo de estudos Doutoramento (3º Ciclo) em Engenharia Geológica. 

  

Artigo 2.º

Regulamento geral aplicável

O ciclo de estudos rege-se pelo regulamento geral dos ciclos de estudos conducentes ao grau de doutor da FCT-UNL, 3.º ciclo de estudos superiores, com as especificidades a seguir indicadas.

 

Artigo 3.º

Área científica predominante

A área científica predominante do ciclo de estudos é Engenharia Geológica. 

 

Artigo 4.º

Duração

O ciclo de estudos tem 180 ECTS e uma duração normal de seis semestres curriculares de trabalho do estudante. 

  

Artigo 5.º

Objectivos específicos

1)   Os objectivos do ciclo de estudos são os indicados no Regulamento Geral dos Programas de Doutoramento da FCT-UNL.

 

2)   Adicionalmente, são objectivos deste ciclo de estudos conducente ao Doutoramento em Engenharia Geológica, formar investigadores altamente qualificados neste domínio científico e com competência para realizar e desenvolver projectos de investigação e desenvolvimento com autonomia, em sectores de actividade económica e social e/ou em ambiente universitário.

 

As áreas de intervenção dos futuros doutores em Engenharia Geológica estão relacionados com a construção civil e obras públicas, incluindo vias de comunicação (estradas, pontes, aeroportos, portos), a prospecção, caracterização e exploração de recursos geológicos e a descontaminação de solos e de águas subterrâneas.

As competências a adquirir pelos doutorandos são:

a) Competências de conhecimento e capacidade de compreensão

a.1) Capacidade de compreensão sistemática no domínio científico de estudo da Engenharia Geológica, que lhes permitam aprofundar conhecimentos apreendidos ao nível de 1os e 2os ciclos nesta área científica e adquirir bases sustentáveis para desenvolver tarefas autonomamente em contextos de investigação.

a.2) Adquirirem formação científica e técnica avançada que lhes atribuam competências, aptidões e métodos de investigação associados ao domínio científico da Engenharia Geológica permitindo compreender e resolver novos problemas e situações em contextos multidisciplinares.

b) Competências de aplicação de conhecimentos e compreensão

b.1) Capacidade para idealizar, projectar e executar projectos de investigação importantes em Engenharia Geológica, desenvolvendo capacidades de coordenação de gestão e de acompanhamento técnico de forma autónoma, no centro de investigação em que se inserem (Centro de Investigação em Ciência e Engenharia Geológica, CICEGe, ou outro), noutras instituições de investigação ou em empresas, respeitando as exigências impostas pelos padrões de qualidade e integridade académicas.

b.2) Produzirem um conjunto significativo de trabalhos de investigação e documentos técnicos originais no domínio da Engenharia Geológica contribuindo para a abertura de horizontes do conhecimento, divulgando-os sempre que possível em reuniões ou publicações com comité de selecção, quer a nível nacional quer a nível internacional, e demonstrando saberem apresentá-los, quer a especialistas quer a outros técnicos, de forma clara e rigorosa.

c) Competências de realização de julgamento/tomada de decisões

c.1) Desenvolverem capacidades de integração de conhecimentos de modo a serem capazes de analisar criticamente, avaliar e sintetizar ideias novas em situações complexas apresentando sempre soluções e propondo projectos de execução tendo em conta implicações económicas e sociais.

d) Competências de comunicação

d.1) Desenvolverem capacidades para discutir e colaborar e comunicar com os seus parceiros de investigação, com especialistas de outras áreas, com a comunidade académica e com a sociedade em geral sobre os temas que desenvolvem e em que são especializados.

e) Competências de auto-aprendizagem

e.1) Serem capazes de continuar a desenvolver e a adquirir formação ao longo da sua vida nas áreas disciplinares e afins da Geologia e da Engenharia Geológica, promovendo, em contexto académico e/ou profissional, o progresso tecnológico, social ou cultural.

  

Artigo 6.º

Condições e início de funcionamento

As condições e início de funcionamento do ciclo de estudos são estabelecidas pelo Director da FCT-UNL sob proposta do Presidente do Departamento de Ciências da Terra. O programa inicia o seu funcionamento no ano lectivo de 2009/2010.

 

Artigo 7.º

Condições de acesso

1)   Os candidatos ao ciclo de estudos deverão satisfazer as condições de acesso e ingresso nos programas de doutoramento indicadas no Regulamento Geral dos Programas de Doutoramento da FCT-UNL.

 

2)    Adicionalmente os candidatos deverão e respeitar pelo menos uma das condições expressas nas alíneas seguintes:

a)    Possuir o grau de mestre na área científica das Ciências da Terra ou das Ciências de Engenharia afins, ou equivalente legal, ou o grau de licenciado correspondente a uma licenciatura na área das Ciências da Terra ou das Ciências de Engenharia afins com um número de unidades de crédito igual ou superior a 240 ECTS. O candidato deverá possuir uma classificação final mínima de catorze valores nestes ciclos de estudos.

b)    Possuir o grau de licenciado na área das Ciências da Terra ou das Ciências de Engenharia afins e ser detentor de um currículo escolar ou científico especialmente relevante, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCT-UNL como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos;

c)    Ser detentor de um currículo escolar, científico ou profissional na área das Ciências da Terra ou das Ciências de Engenharia afins que seja reconhecido pelo Conselho Científico da FCT-UNL sob proposta do Conselho de Departamento do DCT, como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

3) O reconhecimento a que se referem as alíneas b) e c) do nº 1 será baseado em pareceres emitidos por dois professores ou investigadores doutorados, considerados especialistas no domínio científico em causa e nomeados pela Comissão Científica do Doutoramento.

4) A selecção dos candidatos é da responsabilidade da Comissão Científica do Doutoramento através da apreciação da documentação apresentada, podendo convocar para uma entrevista os candidatos potencialmente elegíveis. A Comissão Científica do programa de Doutoramento em Engenharia Geológica poderá solicitar ao candidato a apresentação de documentação suplementar que entenda relevante para a avaliação da candidatura.

 

Artigo 8.º

Plano curricular

1) Levando em conta os objectivos e as competências a atingir com o Doutoramento em Engenharia Geológica, o plano curricular inclui um total de 3 anos lectivos, sendo o primeiro ano dividido em 2 semestres, de 30 ECTS cada, com um total de 60 ECTS, seguidos de 2 anos correspondentes a 120 ECTS.

2) O primeiro semestre inclui o desenvolvimento do Projecto de Tese (30 ECTS). Corresponde a estudo tutorado e de selecção de oportunidades de investigação. O doutorando deverá complementar a formação de base em áreas de formação transversal e/ou outras específicas que se relacionem com a área do conhecimento em que pretende realizar a tese; deverá, ainda, preparar um plano conducente à elaboração da Tese de Doutoramento a apresentar em sessão pública no final do 1.º semestre.

Para além disso, os doutorandos, serão estimulados a contactar com temáticas que viabilizem a estruturação dos objectivos, métodos e instrumentos a adoptar nos seus trabalhos futuros, bem como identificar potenciais contribuições para a área da Engenharia Geológica e sua contextualização.

No âmbito da Tese de Doutoramento (150 ECTS), a partir do 2.º semestre do 1.º ano, o doutorando, com o apoio do orientador e/ou do co-orientador de Tese, irá desenvolver os trabalhos de investigação de forma progressivamente mais autónoma. O último ano será dedicado essencialmente às tarefas de análise e interpretação dos resultados e à elaboração do texto final da tese.

Ao longo deste período, o doutorando deverá apresentar e publicar resultados parcelares do trabalho de investigação e participar em reuniões cientificas da especialidade, nacionais e/ou internacionais, submetendo-se à avaliação cientifica dos seus pares.

 

3)  O plano curricular encontra-se definido em anexo a este Regulamento, dele fazendo parte integrante.

  

Artigo 9.º

Local de consulta das determinações aplicáveis

1)   As determinações do Reitor da UNL, e do Director e Conselho Científico da FCT-UNL, aplicáveis ao programa, podem ser consultadas no sistema de gestão académica e no sítio da FCT-UNL (através do endereço http://www.fct.unl.pt).

2)   As determinações do Presidente e do Conselho de Departamento de Ciências da Terra e as determinações do Coordenador e da Comissão Científica do programa podem ser consultadas no sistema de gestão académica e no sítio do programa.